As #Chiquititas voltaram

15/07/2013

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

Depois de muita expectativa, finalmente o SBT deu o pontapé inicial para a nova versão de "Chiquititas". O remake tem assinatura de Íris Abravanel, que, quem diria, já está em sua quinta novela! A direção cabe a Reynaldo Boury.

Essa substituição no SBT com os mesmos responsáveis pela adaptação dá a entender que se trata de uma novela com a mesma cara de "Carrossel". Mas essa leitura é equivocada. A começar pela faixa etária das crianças de "Carrossel", bem como os conflitos que na novela da professora Helena. "Chiquititas" fala sobre rejeição, adoção. São assuntos mais complexos e, com isso, pode-se afirmar que os públicos dessas obras diferem um pouco.

O principal alvo das duas novelas são as crianças e pré-adolescentes e a emissora, ao direcionar diversos produtos para este público, faz com que a novela repercuta. Também devemos considerar o impacto nas redes sociais, pois a estreia de "Chiquititas" fez barulho e foi muito elogiada, ao menos no decorrer desse primeiro capítulo. Se vai ter fôlego, é outra história.

Mudando de assunto: A vingança de Emily Thorne nas noites de domingo não têm ajudado a Globo a manter a liderança. Desde que estreou, "Revenge" tem apresentado um desempenho bem ruinzinho no ibope. São muitas as chamadas na programação, mas parece que nada tem sido suficiente para que o público permaneça na Globo após o "Fantástico", que há anos está mal das pernas. Sinistro!

Lucas Andrade é natural do interior do Rio Grande do Sul e reside atualmente em Santa Catarina. Escreve sobre televisão desde o Ensino Médio no #BlogCascudeando. Formado em Psicologia e com Mestrado em Educação, atua na área e está cursando Letras-Português. Ainda pretende ganhar o Nobel de Literatura e um Oscar.