As loiras na TV

19/10/2008

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

Eu lembro que quando era criança (mais criança do que sou), não perdia o programa da Eliana no SBT. Mas nunca gostei muito da Xuxa. Não sei se eram os desenhos ou a Eliana por si só que me prendia a atenção. O que sei é que eu dava audiência pro SBT de manhã por causa do programa dela. Até que a apresentadora foi pra Record, eu cresci e... Bem, deixa pra lá.

Atualmente, as loiras da TV perderam aquela presença que tiveram. Hebe, dividindo o sofá com personalidades desde 1986 no SBT, hoje sofre pra dar audiência. Às vezes, perde até pra novela da Band. Para contornar a situação, trocou de horário e até um mini-jornal foi inserido na sua atração. Passa despercebido e continua sendo o pior índice do "SBT Show".

Adriane Galisteu, que chamou atenção na RedeTV! e Record, chegou ao SBT e perdeu o rumo por conta das trocas de horários e formatos do "Charme". Agora, ao que tudo indica, está na Band. Atrai publicidade, mas dificilmente deixará de ser para a emissora o mesmo que Cicarelli: alto investimento com pouca audiência.

As loiras foram a marca das crianças na década passada. Eliana, por exemplo, depois de cantar os dedinhos, mudou de emissora, público... Mas apesar desta troca está muito bem  na foto! Angélica é outra que deixou los niños de lado e partiu pros games e pras estrelas. E quanto a Xuxa... Bem, seguiu o mesmo rumo de Eliana e Angélica, abandonando o público infantil. Ou seja, loiras, muitas tivemos. E ainda temos! Só que agora, elas estão com outros projetos.

Mudando de assunto...

É demais o sensacionalismo na televisão brasileira. As emissoras exploraram o sequestro em Santo André como se isto fosse um espetáculo que o público gosta de assistir. "A casa é sua", "Brasil urgente", "Hoje em dia" e outros programas da TV estiveram presentes durante os dias de angústias vividos pelos familiares dos envolvidos. Acho que uma emissora deveria sentir vergonha de dizer que conquistou tantos pontos de ibope a partir de casos como este.