Bons ventos a favor da Record

08/04/2013

Foto: Divulgação/Record
Foto: Divulgação/Record

Desde que retomou a teledramaturgia, as novelas da Record têm um número exacerbado de capítulos. Isso é um ponto que deve ser corrigido nas próximas produções. "Dona Xepa", de Gustavo Reiz, terá cerca de noventa capítulos. Esse é um padrão há muito tempo adotado no México: novelas com curta duração. "Máscaras" teve cerca de 120 capítulos por causa do encurtamento e "Balacobaco", mesmo esticada até maio, não deve chegar na casa dos 200 capítulos, tão comum para a Record.

Após "Dona Xepa", teremos "Pecado mortal", assinada por Carlos Lombardi. Alvo de grandes investimentos, tem tudo para mostrar o autor em sua melhor forma. Não trato aqui de expectativas, pois sabemos do que o Carlos Lombardi é capaz. Mas para obter resultado acima de dois dígitos, convenhamos, a oportunidade é agora. Motivos? Vamos lá...

"Carrossel" no SBT chega em sua reta final. A novela, embora tenha mil e um fãs, não parece repercutir tanto como em seu início. "Chiquititas" vem cheia de expectativas e, tenho pra mim, não vai repetir o mesmo sucesso. Com isso, o "Programa do Ratinho" tem se virar em novidades e a faixa de atrações que o sucede no SBT precisa de mudanças, pois está desgastada. A oportunidade para a Record, portanto, é aproveitar a possível queda de preciosos pontinhos do SBT na faixa noturna.

Considerando que "Balacobaco" foi produzida às pressas e agora desperta a atenção do público, há que se considerar que a novela é vai bem de audiência. Recebeu com baixíssimos índices de "Máscaras" e há noites, em especial nas quartas-feiras, que consegue dobrar os índices de seu início. Dessa forma, a trama de Gisele Joras vai entregar uma audiência fiel à "Dona Xepa" que tende a ampliar os índices.

Ampliados os índices da faixa de novelas da Record, aguardamos a prometida produção da dobradinha Carlos Lombardi e Alexandre Avancini. Na teoria, é isso. Lembrando que não dá para esperar que só as novas produções salvem a emissora. É preciso explorar o conteúdo das novelas nos demais programas, não se deixar enganar por resultados isolados de programas como "Balanço geral" e "Cidade alerta" e, principalmente, entender que "A fazenda" e outros realities não podem ser o carro-chefe da programação. Para recuperar a vice-liderança isolada, o jeito é saber aproveitar o momento.

Mudando de assunto: Chê! Mas que barbaridade, quem não é do Sul pode não conhecer o Guri de Uruguaiana, mas se tiver a oportunidade, é bom dar jeito de ver os vídeos do vivente na internetchê. O humorista Jair Kobe está interpretando seu principal personagem, o Guri de Uruguaiana, nesse mês de abril no Theatro São Pedro em Porto Alegre. Junto com seu amigo Licurgo, um gaúcho emo, o cara conta causos, canta e dança ao som do "Canto Alegretense" e faz o que eu considero o melhor divertimento da atualidade. Vamos procurar o Guri de Uruguaiana e seguir ele no twitter. Partiu prestigiar o artista, tchê! Esse taura é ele e vale a pena!