Cócóricó!

29/05/2009

Fonte: Google
Fonte: Google

Um investimento de aproximadamente vinte e cinco milhões de reais numa incerteza. Com a estreia de "A fazenda", a emissora pretende colocar catorze pseudocelebridades vivendo, obviamente, numa fazenda. Serão vigiados, conhecerão a vida no campo, farão provas e vão "tá na roça".

Eu quero adivinhar quem vai cantar nos shows para os participantes... Aposto em Dado Dolabella e Pedro & Tiago. A propósito, por onde eles andam?

Bem, vocês devem estar pensando: tá, e o "Big Brother Brasil"? E eu respondo: o "Big Brother Brasil" passa no verão e é um programa tradicional que faz barulho. Já "A fazenda" precisa conquistar seu espaço. Lembrem-se que a atração ficou no estreia não-estreia por falta de patrocínio, ao passo que o BBB inicia com lucro certo.

Por conta da atração, a Record deixa de lado o plano do terceiro horário de novelas. Na busca de ibope, tenta um novo formato. Não se assustem se "A fazenda" passar por diversas adequações na busca de audiência.

Mudando de assunto...

Somente a título de conhecimento, eu estava lendo o livro "Autores" da editora Globo e descobri que logo depois do final de "Sol de verão", a sinopse de "Por amor" foi entregue à Globo. Mas com o conturbado fim da trama protagonizada por Jardel Filho (que morreu durante a novela), Manoel Carlos saiu da emissora e escreveu para outros canais, inclusive de outros países. Ao retornar, a Globo pediu que ele desenvolvesse "Por amor". Mas a trama não estaria apropriada para o horário das seis. Surgiu "Felicidade". Logo depois, "História de amor" e, por fim, após uns quinze anos, finalmente "Por amor" pôde estrear em horário nobre.