Década de 1970 - Quero (re)ver

19/10/2020

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

A partir desta semana, vou iniciar algumas listas com novelas que gostaria de ver ou rever. E iniciaremos com a década de 1970.

Lembrando que as escolhas são pessoais e não estão relacionadas à audiência ou repercussão, mas sim na curiosidade em relação à trama e à possibilidade de acesso. Vamos listar cinco tramas?

- Irmãos coragem (1970) - Tarcísio Meira e Glória Menezes protagonizaram esse indiscutível clássico de Janete Clair. Uma das mais longas novelas da dramaturgia brasileira, em 328 capítulos. Teve um remake em 1995, sem a mesma repercussão.

Eu não assisti. Probabilidade de assistir: alta. É possível encontrar uma versão da obra em DVD.

- Selva de pedra (1972) - A novela que tinha na trilha a belíssima "Rock and roll lullaby", de B.J. Thomas embalando o romance do casal Cristiano Vilhena (Francisco Cuoco) e Simone Marques (Regina Duarte). Conhecida por atingir 100% dos televisores sintonizados no capítulo 152, onde a verdadeira identidade da protagonista é revelada. Teve um remake em 1998, sem a mesma repercussão.

Eu não assisti. Probabilidade de assistir: alta. É possível encontrar uma versão da obra em DVD.

- Gabriela (1975) - Baseada na obra de Jorge Amado, é única novela das dez a ser reprisada no "Vale a pena ver de novo" e um marco na carreira de Sônia Braga. Há alguns anos atrás, tive acesso aos cinco primeiros capítulos e percebi que a narrativa era muito lenta. Seria uma oportunidade para ver o trabalho de Elizabeth Savalla na pele de Malvina.

Assisti apenas cinco capítulos. Probabilidade de assistir: baixa. A novela ainda não foi anunciada nem no Viva, nem no Globoplay. E considerando a lentidão da narrativa, seria preciso muito empenho para vencer os 132 capítulos.

- A sucessora (1978) - Manoel Carlos fez uma adaptação do romance homônimo de Carolina Nabuco para o horário das seis contado com Susana Vieira como Marina, a protagonista e sucessora do título. Destaque para Natália Thimberg, vivendo Juliana. Ventilou-se várias vezes uma possibilidade de remake desta obra, que muito lembra o filme "Rebecca, a mulher inesquecível" (1940), de Alfred Hitchcock.

Assisti no "Novelão" do "Vídeo Show". Probabilidade de assistir: depende. A novela já foi exibida no "Novelão" do Vídeo Show. Até agora, não há informações sobre uma reprise no Viva ou exibição no Globoplay.

- Cara a cara (1979) - Novela de Vicente Sesso exibida pela Rede Bandeirantes e que contou com Fernanda Montenegro como a protagonista Ingrid Von Herbert. Em sua exibição original, a novela concorria com "Pai herói", de Janete Clair. Foi reprisada em três ocasiões, sendo a última em 1991, pela manhã (!).

Eu não assisti. Probabilidade de assistir: baixa. São pouquíssimos os registros disponíveis na internet e uma reprise ainda não está no radar. A Rede Bandeirantes está trabalhando com a digitalização de seu acervo para lançar uma plataforma de streaming e a exibição desta e de outras novelas da emissora devem depender de diversas questões legais.

Lucas Andrade é natural do interior do Rio Grande do Sul e reside atualmente em Santa Catarina. Escreve sobre televisão desde o Ensino Médio no #BlogCascudeando. Formado em Psicologia e com Mestrado em Educação, atua na área e está cursando Letras-Português. Ainda pretende ganhar o Nobel de Literatura e um Oscar.