Dia "D": "Dance dance dance" e "Duas caras"

01/10/2007

Fonte: Divulgação
Fonte: Divulgação

Hoje temos estreia na TV! Duas novelas no horário nobre prometem emoções para públicos bem distintos.

Provavelmente inspirada em "High School Musical, "Dance dance dance" estreia com a missão de manter, nomínimo, a audiência do horário da Band na faixa das 20h15min, concorrendo com a novela do SBT, "Amigas e rivais", que já está no ar há algumas semanas. Com isso, podemos esperar das duas, uma: ou a Band aumenta a audiência trazendo alguns pontos das amigas ou nada será modificado nessa faixa horária. A trama da Band, semelhante à "Floribella" nos aspectos infanto-juvenil (+ música e dança, óbvio!), pode reanimar a emissora que esperava o sucesso de "Paixões proibidas" e ficou a ver navios portugueses. Juliana Baroni e Ricardo Martins serão os protagonistas, Sofia e Rafael. Juliana ainda gravará parte da trilha sonora.

Já na Globo, Aguinaldo Silva tem a missão de dar sossego aos diretores da Globo depois das oscilações de audiência de "Paraíso tropical". Com suas tramas sempre inspiradas no Nordeste, Aguinaldo contará a história de Adalberto Rangel (Dalton Vigh), um vigarista que dará um golpe na Maria Paula (Marjorie Estiano). Essa espinha dorsal todo mundo já sabe. Agora, falta descobrir o desenrolar da novela (que é um novelo, como diria a saudosa Janete Clair).

Tanto "Dance dance dance" quanto "Duas caras" estão sendo gravadas em alta definição. Só falta saber se tanta tecnologia trará resultados para as duas emissoras. Mas o que interessa é que temos novela nova no ar! E em dose dupla, e em horários diferentes - e eu vou estar na faculdade, não vou poder ver a estreia de nenhuma, que droga!

Mudando de assunto...

Eu estava pensando numa hipótese para justificar a crise pela qual se encontram as novelas da Globo - crise de audiência, histórias e outras mais - e cheguei a uma conclusão: trata-se da eterna luta entre o bem e o mal. É isso mesmo. Os personagens das novelas da Globo são tão humanos que os mocinhos não possuem tantas virtudes como deveriam... e os vilões idem (claro, trocando as virtudes por vilanias, mas isso não vem ao caso). Na novela das seis, a vilã Eva (Malu Mader) é a principal, na das sete, é a Beatriz (Priscila Fantin) e agora na das oito, que começa as nove, o protagonista será o Adalberto (Dalton Vigh). Com tantos vilões, pra que torcer pelos mocinhos?