Eu fui no circo!!!

30/04/2012

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

Grande coisa, você vai pensar. E outra, o que que eu tenho que ficar aqui falando que fui no circo? Pois bem... O espaço é meu, eu falo o que eu quiser...

Entonces... No fim de semana, estava eu caminhando por Lages - SC próximo à rodoviária (o circo tinha que estar próximo a rodoviária!) quando de repente vi aquela lona enorme escondida por alguns outdoors num campinho vizinho a uma movimentada avenida (que por sinal não se chama Brasil).

Naquele instante, lágrimas rolaram do meu rosto e... mentira! Não chorei. Juro! Mas voltando... Naquele instante, lembrei da novela "Kassandra", exibida pelo SBT. Uma trama venezuelana que foi precursora na "Tarde de amor". Aí eu pensei: "PQP, não vou no circo há tanto tempo... Vou entrar e ver o que tem lá dentro!". E assim o fiz. Comprei o ingresso e, pra minha surpresa, havia a foto de dois palhaços no mesmo. Pensei: "Não!". Pois sim!!! Eu estava no circo do Patati e do Patatá! Lágrimas rolaram, só que não de novo.

Sentei bem próximo ao picadeiro. Começaram as apresentações de contorcionistas, equilibristas, malabaristas e demais artistas. Mas minha curiosidade mesmo era ver se os palhaços do SBT realmente apareceriam.

Depois da adrenalina do Globo da Morte com seis motociclistas (adorei esse negócio), um intervalo de quinze minutos separou as atrações genuinamente circenses dos palhaços do "Carrossel animado". A expectativa era grande. Lágrimas caíam de emoção, só que não.

As crianças próximas a mim estavam ansiosas. Gritavam, berravam e eu tava louco pra gritar: "Calem a boca!". Mas me contive. Em poucos minutos, elas se calaram após a surpresa. Atrás das cortinas, um pé enorme. Mas muito grande. Nossa, nunca eu tinha visto algo daquele tamanho. Um pézãozão mesmo! Era o Patati! E a emoção surgiu no rosto. Lágrimas rolaram, só que não. Abriram-se as cortinas e os dois palhaços surgiram em cena. Foi mágico!

Mudando de assunto: Gostei de "Máscaras". Mas ainda não estou acompanhando. A novela está bem produzida e, até o momento, é a primeira da Record que me desperta interesse. Tem um clima de mistério, é densa, quem comprar a história vai se envolver. Pena a abertura ser tão sem graça. E pra mim, o título "Navegantes" estaria mais adequado...