Excesso de maldade?

28/03/2015

Foto: Alex Carvalho/TV Globo
Foto: Alex Carvalho/TV Globo

"Avenida Brasil" começou com o Max largando a Ritinha num lixão. "Não me deixa aqui... Não me larga aqui", gritava aquela criança enquanto se deparava com aquele pesadelo. Já "Amor à vida" começou com um Félix jogando um bebê na caçamba... Na caçamba! Isso mesmo!!! Ele jogou aquela criança na caçamba! Onde? Na caçamba, pô! Foi na caçamba!

E o que as duas novelas têm em comum, além das crianças chatas? O abandono... A rejeição... Logo nos primeiros capítulos dessas novelas, tivemos maldades maldosíssimas cometidas contra seres indefesos e a audiência o que fez? Aplaudiu! Deu ibope! Virou meme! Vale muito a pena maltratar as criancinhas... Será?

Já "Babilônia" começou com uma chantagem de mão dupla entre Beatriz e Inês, duas mulheres já vividas, uma arquitetando ou fazendo maldade contra a outra. Tem alguma indefesa? Não! As duas são umas pestes que deveriam ser jogadas na caçamba! Onde? Na caçamba, pô! Mas o que aconteceu? A audiência é que foi jogada na caçamba!

A novela das nove, apesar da boa repercussão nas redes sociais, não está tendo uma boa audiência. Lógico que a gente não deve esperar mais 40 pontos logo de cara, tenho pra mim que a novela pode ampliar seus índices, mas jogar a culpa nas maldades como motivo para a rejeição não parece ter lógica. A menos que as pessoas prefiram ver maldades cometidas contra criancinhas indefesas...