Fim de jogo!

08/03/2016

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

Nesta sexta-feira chega ao fim a novela "A regra do jogo". Do mesmo autor de "Avenida Brasil", tivemos uma novela seriada no horário nobre da Globo. Depois da polêmica, violenta e complicada "Babilônia", fomos apresentados a um Rio de Janeiro dividido entre o morro e o asfalto, dois núcleos onde circulam os personagens ligados à facção comandada pelo Pai.

Para quem esperava um super sucesso, a decepção. Não que "A regra do jogo" tenha sido ruim, pelo contrário: foi uma boa novela, com ótima direção, enredo e personagens bem construídos. João Emanuel Carneiro sabe escrever e isto é fato. Mas os contratempos das jogadas do SBT com as novelas infantis e da Record com as religiosas, somada à rejeição de "Babilônia" fez "A regra do jogo" não ir tão bem na audiência como se esperava.

Uma pena que os núcleos paralelos tenham sido cansativos. Houve personagem caído do céu (Carmo Dalla Vechia), tramas que tinham muito a dizer e ficaram para trás (violência doméstica, no caso da personagem Domingas), muito Morro da Macaca desnecessário, MC Merlô bobagem, núcleo Feliciano (Marcos Caruso) desconexo... Teve coisa que não foi fácil! Se a novela tivesse optado só pela trama central, da facção, acho que o resultado teria sido melhor em termos de dramaturgia, mas talvez pior em audiência, no sentido que a novela acabaria por ser menos palatável ao tratar de assuntos tão complicados como política e ideais de um novo país.

Para esta semana, as revelações: Romero (Alexandre Nero) irá se redimir? Todo mundo saberá que ele está vivo? Quem matou Djanira (Cássia Kiss)? E o Gibson (José de Abreu) morreu mesmo? E Atena (Giovanna Antonelli) será a Mãe da facção? Semana decisiva!!!