#FlorDoCaribe é uma ótima novela!

15/04/2013

Foto: Flor do Caribe/TV Globo
Foto: Flor do Caribe/TV Globo

Eu pensava que Walther Negrão não iria mais me surpreender com uma novela. Ele sempre me pareceu trazer um texto com uma história bem construída, mas com pouca densidade. Fazendo uma rápida retrospectiva, temos a fraca "Araguaia", a bem feitinha "Desejo proibido", a decepcionante "Como uma onda" e a esquecida "Vila Madalena". Porém, com "Flor do Caribe", encontramos a marca do autor em uma nova forma de contar a história de sempre.

O triângulo Cassiano (Henri Castelli), Ester (Grazzi Massafera) e Alberto (Igor Rickly) é a fórmula mais batida de teledramaturgia, mas a forma como a história está sendo conduzida faz toda a diferença. Quem assistiu aos primeiros capítulos encontrou uma história bem construída. Porém, os diálogos e as cenas dos últimos têm tido densidade de emoções e ganchos interessantes, prendendo o telespectador. Não é a toa que a novela tem feito a alegria da direção da Globo. Está recuperando a audiência perdida com "Lado a lado".

Além disso tudo, é válido ressaltar que o experiente Walther Negrão elogiou o novato João Emanuel Carneiro, que fez sucesso com suas novelas cheias de reviravolta. Com isso, percebemos que o autor sabe ser humilde e consegue se renovar na estrutura do folhetim, ainda que a mantenha. Esse é o diferencial que me fez ver o autor com outros olhos. E isso me impulsiona ainda mais a assistir "Flor do Caribe".

Mudando de assunto: Começaram as chamadas da nova novela das sete, "Sangue bom". Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari devem desenvolver um bom trabalho e, impulsionada pela audiência de "Flor do Caribe", a nova aposta tem tudo para ampliar os índices de "Guerra dos sexos". Essa estreia me deixa feliz por três motivos: primeiro, devo voltar a acompanhar uma novela das sete. Segundo, o texto de Maria Adelaide Amaral, que é lindo de se ouvir. Terceiro, Vincent Villari, que sempre trabalhou com a autora e João Emanuel Carneiro, assina como co-autor e, em breve, deve figurar como um dos mais criativos autores de novelas da Globo.

Lucas Andrade é natural do interior do Rio Grande do Sul e reside atualmente em Santa Catarina. Escreve sobre televisão desde o Ensino Médio no #BlogCascudeando. Formado em Psicologia e com Mestrado em Educação, atua na área e está cursando Letras-Português. Ainda pretende ganhar o Nobel de Literatura e um Oscar.