#LadoALado: Uma ótima novela

29/11/2012

Foto: João Cotta/TV Globo
Foto: João Cotta/TV Globo

Das atuais novelas apresentadas pela Rede Globo, a trama das 18h é a melhor! "Lado a lado" é a primeira (e espero que de muitas) obra de João Ximenes Braga e Cláudia Lage. A história se passa no início do século passado, com o início das favelas, a vinda do foot-ball ao país, a consolidação de uma nova figura feminina, o início da República e os conflitos advindos desse contexto, tanto históricos quanto sociais.

Com uma ótima direção, elenco bem escalado, figurino de dar inveja e um texto requintado, a novela infelizmente apresenta pífios 18 pontos de ibope. Para o horário, um desastre. Para o conteúdo, um sucesso. Se "Lado a lado" tivesse um formato de minissérie, a Rede Globo colheria louros. E não seriam poucos!

Pensemos: "Lado a lado" como minissérie teria menos tramas (o núcleo do teatro, por exemplo, funciona como um núcleo de humor que, apesar de ter boas tiradas, fica sem função em alguns momentos). Com menos tramas, a narrativa poderia correr um pouquinho (sem que isso signifique atropelar as coisas). Diante do painel socio-histórico construído, "Lado a lado" poderia ainda explorar mais as vilanias de Constância (Patrícia Pillar), que mesmo sendo uma megera, é humana por fazer o que faz em prol de sua prole (adorei essa!).

Enquanto minissérie, reduziríamos os 161 capítulos encomendados para 24 (ou cerca de 70 no caso de uma produção do estilo "O astro" ou "Gabriela"). O horário das 22h permitiria cenas mais densas e a Rede Globo estaria apresentando uma obra-prima num horário que atingiria um público que busca entretenimento qualidade. Estaríamos diante de um biscoito finíssimo.

O maior problema de "Lado a lado" está em seu formato e horário. A novela, cujo título provisório era "Alvorada", poderia facilmente dar mais que 18 pontos em horário nobre. Ao invés de uma ótima novela, poderia ser uma consagrada minissérie.

Lucas Andrade é natural do interior do Rio Grande do Sul e reside atualmente em Santa Catarina. Escreve sobre televisão desde o Ensino Médio no #BlogCascudeando. Formado em Psicologia e com Mestrado em Educação, atua na área e está cursando Letras-Português. Ainda pretende ganhar o Nobel de Literatura e um Oscar.