Letras, sílabas, palavras, parágrafos sem destino (Parte 3)

15/03/2010

Capa da trilha sonora oficial
Capa da trilha sonora oficial

Seguindo a vida... Não sei, mas que tal publicar um livro com os textos do blog? Seria interessante! Agora, pergunto quem compraria um livro com textos que todos têm acesso gratuitamente digitando meu endereço. Resposta: No idea. Só sei que foi assim, como diz o Chicó (Selton Mello) em "O auto da compadecida", filme recorrente na "Sessão de sábado" e na "Temperatura máxima". Aliás, deixo também a questão sobre o quanto de ação (explosão, fogo, perseguição) o filme traz pra ser exibido na "Temperatura máxima".

Vamos então deixar de lado os entretanto e ir direto pros finalmente, como ordenava meu amigo Odorico Paraguaçu (Paulo Grancindo) em "O Bem-amado". No último dia 15, a Globo estreou o remake de "Sinhá Moça". A trama conta a história, adivinha de quem? De Sinhá Moça, personagem de Deborah Falabella, e sua paixão por Rodolfo (Danton Mello), um jovem republicano e abolicionista que faz oposição ao Barão de Araruna (Osmar Prado), pai da sinhazinha. Uma boa opção pras tardes, já que é uma novela de época e, nesse momento, a emissora Marinho não traz nenhuma produção inédita no gênero nos demais horários.

Mas não seria a reprise de "O clone"?, perguntarão muitos. E eu respondo: Sim! É o clone da primeira versão. É um remake da original, portanto, é o clone!

Nossa, acabei de lembrar de uma coisa... A triologia dos reinados do Fagundes tem início em "O rei do gado". Caraca, como pude esquecer? Portanto, o reinado de Leal é o quarto da triologia (putz!).

Continua...