Letras, sílabas, palavras, parágrafos sem destino

01/03/2010

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

Se você jurava que nunca mais haveria um post no Blog Cascudeando, pode tirar o pequeno equino da variação pluviométrica! Depois de um pequeno grande recesso, cá estou para dar os meus pitacos. By the way, nesse ano de 2010, quero falar um pouco mais de mim. Acho interessante trazer os temas recorrentes, mas sei lá... Penso que as coisas na vida devem variar pra não perder a graça. Que o diga a grade do SBT, sempre flutuante, mas que encontrou seu caminho... E que pra não perder a graça, trouxe o revezamento de programas na faixa do "SBT Show".

Conforme vou escrevendo, percebo que o meu blog nunca encontrou uma temática específica, um modelo mais rígido pra ser publicado... Sinto que ele, aproximando-se dos seus cinco anos, não tem ainda uma identidade definida... Talvez eu precise assistir mais a Malhação (risos). Tá bom, essa foi podre! A novelinha teen da Globo, a cada temporada que passa, derrapa mais na audiência. Ouvi rumores que Emanuel Jacobina será o responsável pelo texto a partir de junho e que a ideia agora é mesclar "novos talentos" com veteranos...

Mas vamos deixar de lado a Malhação. Não quero falar de Malhação. Mas falando em malhação, acho que uma academia cairia bem... mas confesso que o supino me dá um sono...

ZZZzzzzzZZzzZZzz

"Acorda, menina!" diria Ana Maria Braga. No meu caso, o grito deveria ser no gênero masculino. Não que eu me preocupe muito com isso, afinal fazer psicologia é estar numa sala cheia de gurias e a gente acaba se acostumando a ser a exceção nas mais diversas situações. Enfim...

Já que lembrei da loura do louro, cabe a mim compartilhar um pouco da minha experiência no Hospital Psiquiátrico São Pedro, onde fiz estágio no mês de janeiro. Tá, mas o que o "Mais você" tem haver com psicologia e o meu estágio? É que eu fiquei durante o turno matutino numa unidade, juntamente com outras duas colegas de graduação, onde a TV estava sempre ligada na Globo. Tratava-se de uma unidade com senhoras idosas, todas portadoras de sofrimento psíquico. Foi muito interessante o convívio com elas, suscitando durante o trabalho os mais variados sentimentos, como sensação de impotência, compaixão, raiva, receio, amor... É gritante a diferença entre o Hospital São Pedro de Porto Alegre com a clínica do Dr. Castanho (Stênio Garcia) em "Caminho das índias" ou qualquer cena de novela ou programa humorístico da Globo onde a doença mental é tratada com caricatura.

Na última vez em que eu estive aqui, ainda não havia feito o meu estágio em Porto Alegre e a novela das sete era "Caras & bocas". Contextualizando melhor, o SBT queria vender um véu de noiva de qualquer jeito, o "Big Brother Brasil" ainda não havia começado, "Dalva & Herivelto" estava em suas primeiras chamadas após "Cinquentinha" ter dado as caras (e tratando-se do Aguinaldo, poderiam ser duas), Helena (Taís Araújo) e Luciana (Alinne Moraes) ainda não tinham se visto após o acidente em Petra, "Cama de gato" já bombava com seus acontecimentos, "Solitários" era uma promessa do tio Sílvio, "Ribeirão do tempo" ainda não havia estreado, o CQC não tinha tirado férias.

Continua...