Me chama que eu vou! #RainhaDaSucata

21/01/2013

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

Vamos nos jogar no ritmo da lambada! A partir de hoje, o Canal Viva exibe "Rainha da sucata", sucesso de Sílvio de Abreu. Lembrada por convocar o já consolidado autor das 19h para o horário nobre, a trama de Maria do Carmo (Regina Duarte) prometia comédia no horário nobre. Porém, a novela não pegou de primeira. Algumas críticas, como o fato do autor alterar o texto dos já 30 capítulos escritos diante do Plano Collor (que bloqueava depósitos superiores a 50 mil cruzeiros na época), fizeram parte do público acreditar que a Rede Globo já sabia das medidas econômicas e não havia comunicado à população.

Outra curiosidade refere-se fenômeno "Pantanal", que estreou na Manchete uma semana antes de "Rainha da sucata" e era exibida com o término da novela da Globo. A crítica via as qualidades da novela de Benedito Ruy Barbosa e não repercutia a trama de Sílvio de Abreu. Também, pudera... Uma novela que chega aos 40 pontos de audiência longe da Globo, acostumada (e mantendo) os seus usuais 60 logicamente seria mais comentada. Com isso, excluiu-se as cenas do último capítulo das novelas da Globo e no final do ano, a emissora apostou em "Araponga", que só a filha do Sílvio Santos viu e achou muito boa.

"Rainha da sucata" é uma ótima opção e, com os ajustes que o autor fez no decorrer do texto, tornou-se um sucesso sem precisar tirar os louros da novela da Manchete. Depois de "Vale tudo", "Roque Santeiro" e "Que rei sou eu", vemos que o Canal Viva quer seguir exibindo no horário da meia-noite novelas saudosistas e irresistíveis. E que se jogue na chon quem não assistir o baile da sucateira. Eu não preciso nem de convite, é só me chamar que eu vou!

Lucas Andrade é natural do interior do Rio Grande do Sul e reside atualmente em Santa Catarina. Escreve sobre televisão desde o Ensino Médio no #BlogCascudeando. Formado em Psicologia e com Mestrado em Educação, atua na área e está cursando Letras-Português. Ainda pretende ganhar o Nobel de Literatura e um Oscar.