Nossa Senhora das Minisséries

14/01/2006

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

Quem acompanha os bastidores da televisão sabe que Maria Adelaide Amaral está com tudo! Sua carreira como dramaturga está a todo vapor. Desde "A muralha" (2000), ela vem adaptando para a televisão minisséries. Escreveu a bem-sucedida "A Casa das Sete Mulheres" (2003) e "Um só coração" (2004), valendo-se da pesquisa para a adaptação de suas tramas quase que cinematográficas, tal qual a história do ex-presidente JK, que está recebendo o prestígio dos telespectadores devido à qualidade televisiva. Parabéns é pouco. Se a saudosa Janete Clair era considerada a Nossa Senhora das Oito, o título de Nossa Senhora das Minisséries pertence à Maria Adelaide Amaral!

Vocês já viram o comercial do Computador do Milhão do SBT? Ele deveria ser assim: "Seu filho não gosta de estudar? Então não dê um Master pra ele até que alcance a média na escola!".

Destaques:

* Para o Coronel Licurgo (Luís Melo) de "JK";

* Para o casal Ornella (Vera Holts) e Mateus (Cauã Reymond) de "Belíssima";

* Para a estreia de "Mandacaru" na Band e a volta do BBB na Globo!

Sem destaques:

* Para a quebra do ciclo de novelas produzidas pelo SBT com a estreia de "Mariana da noite";

* Para o puxasaquismo do Gilberto Barros para enjoada Banda Calypso;

* Para o Anderson Machado, apresentador do "RBS Notícias" local. O cara se trava o tempo todo!

P.S. A Maria Adelaide Amaral parece a professora Dolores (hahaha)!

Se é pra cascudear, tá cascudeado!