Onde está o show no vídeo?

07/02/2011

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

Foi difícil me acostumar com o formado do "Vídeo show" ao vivo. Porém, foi uma mudança muito positiva e que deveria ter continuado. O programa havia ficado dinâmico, os apresentadores (com exceção da Fiorella Matheis) estavam bem e tornava a atração realmente atrativa. O melhor era poder ver as impressões sobre os acontecimentos do capítulo anterior nas novelas, fazendo com que o programa ficasse atualizado.

Como a preguiça sempre reina onde tem mais trabalho, não demorou para gravarem a atração e o revezamento de apresentadores diminuir seu fluxo. E diminuiu tanto que o "Vídeo show" hoje conta somente com a Ana Furtado e com o André Marques no comando da atração. A Giovanna Tominaga pouco aparece, realizando o quadro "Vídeo show news" que, na verdade, tem um locutor e este por si só já faria o trabalho. O resultado do atual formato é terrível. Parece uma "TV Globinho" pra adultos, com textos decorados e quadros de pouca criatividade.

Pra completar a minha indignação, o programa ainda exibe as "novelas" da "TV Pirata" pra preencher espaço na programação. Interessante como a Globo tira coisas dos anos 1980 do baú e não reprisa uma novela de sucesso da década de 1990 com a desculpa esfarrapada da imagem não corresponder aos padrões atuais. Ora, a tecnologia na produção era outra e isso é óbvio, não?

O fato é que a Globo inventa e tenta, mas acaba retrocedendo em diversos pontos. O "Vídeo show" é o exemplo da vez. Difícil de assistir o formato atual!