Oxente, my God! #AIndomada

21/09/2020

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

#AIndomada é uma novela de muita memória afetiva pra mim. Em 1997, meus pais e eu nos mudamos de casa. Eu tinha oito anos e hoje percebo como foi significativa a associação que fiz entre aquele momento de mudanças e a novela da Globo. Uma nova etapa começava ao mesmo tempo em que os personagens do mundo fantástico de Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares transitavam por Greenville.

Parece que foi ontem que eu assisti àqueles primeiros capítulos, onde vi as cenas da Leandra Leal como a Helena jovem. Mais pra frente foi a vez de presenciar o escorpião entrando na bota da Helena (quando a personagem já era defendida pela Adriana Esteves), as brigas da Juíza Mirandinha (Betty Faria) e do prefeito Ipiranga (Paulo Betty), a Zenilda (Renata Sorrah) com suas camélias (e eu nem sabia o que era a tal Casa de Campo!), Scarlet Mackenzie (Luiza Tomé) querendo nhanhar (e eu nem sabia o que era isso!) delegado Motinha (José de Abreu) caindo num buraco e indo parar no Japão, a lua cheia dupla, a mão inglesa na cidade, Grampola (Karla Muga) e Emanuel (Selton Mello), a explosão do barco quando Helena está procurando suas pedras preciosas, Maria Altiva Pedreira de Mendonça e Albuquerque (Eva Wilma) prometendo voltar triunfante após se transformar em fumaça e muitas outras histórias da novela. São muitas as lembranças que eu tenho de #AIndomada. Muito além do cadeirudo!

Aguinaldo Silva pontua no livro "Autores - Histórias da teledramaturgia" que se o espectador não acreditar na trama, ele rejeita. No caso de #AIndomada, o fio condutor da trama (casamento de Helena com Teobaldo, vivido por José Mayer) fica obscuro diante de tantas situações absurdas que se desenvolveram no decorrer da novela. E o público embarcou nessa brincadeira da dupla, que assinou #Tieta, #PedraSobrePedra e #FeraFerida (estas três juntamente com Ana Maria Moretzsohn). #AIndomada já se encontra disponível no Globoplay.

Lucas Andrade é natural do interior do Rio Grande do Sul e reside atualmente em Santa Catarina. Escreve sobre televisão desde o Ensino Médio no #BlogCascudeando. Formado em Psicologia e com Mestrado em Educação, atua na área e está cursando Letras-Português. Ainda pretende ganhar o Nobel de Literatura e um Oscar.