#SalveJorge ainda não aconteceu (Parte 2)

28/02/2013

Fonte: Montagens/Twitter
Fonte: Montagens/Twitter

Seguindo o texto anterior, trago que a famigerada participação de Sônia Braga não vai mais acontecer. Parece que a atriz tinha compromissos nos Estados Unidos e não coincidiu com as datas. Interessante também que a Globo não havia comunicado formalmente a atriz sobre sua possível entrada na novela, tudo aconteceu de boca através de Glória Perez. Com tanto ator/atriz sem função na história, precisa ainda da Sônia Braga? Fico me perguntando se ela seria capaz de atrair tanta audiência apenas por ter meia dúzia de falas. Tudo bem que pra vender a novela depois ajuda, mas nem sempre onde há fumaça há fogo. Além do mais, é realmente necessário sua presença pra vender a novela? Só o fato de Glória Perez ter recebido um Emmy por "Caminho das índias" faz os outros países olharem "Salve Jorge" com interesse.

Ainda no quesito elenco, devo mencionar que há tempo não vejo a Eva Todor dando as caras. A cadelinha Emily da personagem de Nicete Bruno aparece mais que a dona... dona... Bah, esqueci o nome da personagem! Enfim, também não sei o nome da personagem da Elizângela e nem do Ernani Moraes!

Elenco numeroso e falta de função de personagens são um problema em "Salve Jorge". Nívea Maria e Stênio Garcia têm que erguer as mãos pro céu e agradecerem as falas que andaram recebendo, ainda que participando de uma trama secundária. Falando em receber, se a Eva Todor está escalada na novela, teoricamente, ela recebe salário por estar atuando. O poder da Glória Perez é tamanho que a emissora paga quem foi escalado e nem aparece na novela!

Outra questão que vi na internet é sobre o pai do filho da Morena. O traficante apareceu no início, sumiu e não faz falta. Falar sobre a pacificação do Morro do Alemão ficou realmente em segundo plano e o local não passa de um núcleo que tenta ser popular tal qual São Cristóvão (O clone), Vila Isabel (América) e Lapa (Caminho das Índias).

E já que não é pra levar a sério a pacificação do Morro do Alemão na novela, também não tem porque levar a sério o núcleo do tráfico de pessoas. Sim, porque enquanto a autora tenta convencer o público que o tema é sério, fica na internet dando RT em fotos de pessoas que fazem bloco de carnaval com o nome de "As traficadas". Pior que isso é colocar até mesmo em seu blog memes da Lívia convidando para passear na Turquia. Poxa, é pra levar a sério a temática na novela, mas na vida real tudo bem usar o assunto como divertimento?

Falta de coerência também no cabelo da Morena, num Théo (Rodrigo Lombardi) sem graça, na continuidade, nas expressões que deveriam pegar e não pegaram, no excesso de personagens... Chega de culpar "Avenida Brasil" pelo fiasco ou comemorar que em outras capitais a novela é sucesso, dizendo a meta é dez pontos acima da novela das sete. Isso não cola! Até agora não vi o Sílvio de Abreu dizendo que a meta de novela é cinco ou dez pontos acima de "Lado a lado". Engraçado... Glória Perez não gosta quando os órfãos da novela de João Emanuel Carneiro reclamam da sua, mas culpa "Guerra dos sexos" e o "Jornal nacional" que entregam em baixa. Diante de tudo isso, tenho pra mim que "Salve Jorge" é uma novela que a própria Glória Perez vai dar um jeito de esquecer que teve coragem de escrever. E se um dia algum jornalista perguntar se ela gostou de escrever a novela, ela ainda vai tentar se sair por cima dizendo que matou o dragão! O que não seria bem uma mentira...

Mudando de assunto: O Viva está escalando suas próximas reprises. A minissérie "As noivas de Copacabana" de Dias Gomes volta em março. Já os remakes de "Pecado capital" e "Selva de pedra" devem ser as próximas apostas para substituir "Felicidade" e "Rainha da sucata" respectivamente. A reprise que substitui "Renascer" é "A próxima vítima", que eu acho que não tem perfil para o horário. A propósito, assisti ao capítulo 100 de "Felicidade" e foi justamente nesse capítulo que houve a troca de trilha sonora da nacional para a internacional. Que bons tempos! Lamento que hoje em dia lancem as nacionais e as internacionais logo de cara...

Acesse este link para a primeira parte de "#SalveJorge ainda não aconteceu".