Vale a pena ver de novo

01/11/2007

Fonte: Reprodução
Fonte: Reprodução

iBuenas, muchachos! Esses dias uma amiga me falou que não teve a disciplina de espanhol no Ensino Médio. Barbaridade, aqui na fronteira com a Argentina tem espanhol em todos os colégios - é que quando dá, a gente atravessa a ponte e vai al casino... Aliás, los hermanos (argentinos e não aqueles que cantam "Anna Julia") me devem uns trinta e cinco pesos... mas isso não vem ao caso.

Com tanta especulação sobre que novela vai suceder "Da cor do pecado" na Globo, é certo que as chamadas passarão a ser vinculadas a partir da semana que vem, após a estreia de "Desejo proibido". Se fosse por mim, reprisaria "A viagem", que é pra Globo o que "A usurpadora" é pro SBT. A novela foi a última obra de Ivani Ribeiro. Tudo bem que ano passado já foi reprisada, mas com certeza a trama manteria a audiência vespertina.

Outros programas que "valem a pena" e nada têm haver com novelas - até que se prove o contrário - são quatro que vou citar, cada um numa emissora diferente. Começando pela nova fase do "Vila Sésamo", grande sucesso infantil dos anos mil novecentos e Adão e Eva, tempo que tio Sílvio era guri e já vendia bolinhas de gude pros amigos, nos primórdios da TV brasileira. Foi um verdadeiro marco, até hoje lembrado pelo pelo personagem Garibaldo. Outro programa é o "Fantasia", que está com três pontos de ibope às madrugadas e à tarde poderia salvar o SBT, mas como metem os pés pelas mãos em tudo por lá, vamos deixar quieta a ideia.

Os outros dois programas que valem a pena ver de novo não são nem da TV Cultura nem da TVS. Um é da "TV esportes", com o Grêmio que estaria dentro da zona da Libertadores se soubesse ganhar em outros estádios que não fosse o Olímpico. E o segundo programa, mais angustiante ainda, é a disputa por uma vaga na UFSM pro curso de jornalismo. Que saia o listão em janeiro - e eu espero valia a pena tentar de novo!

Mudando de assunto...

Você conhece a história da novela mexicana "Corazones al límite"? Os adolescentes Bráulio (Aarón Díaz) e Diana (Sara Maldonado) estão apaixonados. Bráulio perdeu seus pais aos doze anos e mora com seu tio Estevão (Jorge de Silva), que o odeia e está de olho na herança e no coração de Diana. Ela, por sua vez, vai viver com a tia Pilar (Erika Buenfil) quando seu pai diz que ela deverá se virar sozinha para bancar os estudos. Com o apoio da tia, que sofre por ter perdido seu amor do passado, Álvaro (Arturo Peniche), e mais o apoio de Bráulio, Diana está decidida a provar para o pai que pode viver sem a sua ajuda. E na escola Nova Atenas, a trama começa a se desenvolver: os colegas de Bráulio e Diana vivem diante de conflitos familiares, esportes radicais, drogas e romances. Álvaro é o diretor da escola, e agora tem a chance de ser feliz com Pilar, se as intrigas de Ema (Arlet Terán) não os separarem. E Conny (Sherlyn), que sonha em namorar Bráulio, irá fazer de tudo para separá-lo de Diana.