#VerdadesSecretas e escancaradas

16/06/2015

De secreto, o texto do Carrasco não tem nada. Bastaram os primeiros capítulos da nova novela da Globo pra gente perceber que o autor parece estar sempre escrevendo uma história descompromissada como "Caras & bocas". Ele tenta, eu sei que tenta ser sério, mas não tá rolando...

Lembro quando passou "Gabriela" no horário das 23h. Achei aquilo tão estranho. Pra começar, Walcyr Carrasco com um time que incluía Antônio Fagundes e José Wilker. Tipo, nada a ver com o universo do autor. Mas passou e ele esse redimiu da bomba que foi "Cospe & engole", digo, "Morde & assopra".

Depois, veio um primeiro capítulo lindo de "Amor à vida". Aqui a gente exclui a cena final com o Malvino Salvador encontrando a cria da caçamba e dizendo que naquele momento estava ganhando uma nova razão de viver. Mais mexicano que isso, impossível. Logo na cena final do primeiro capítulo, o autor detonou com a novela e o que se viu depois foi uma série de erros consecutivos, embora as primeiras semanas tivessem sido inspiradas. O cara conseguiu, por exemplo, fazer um vilão extremamente mau ser o personagem mais amado da novela e ter um final completamente incoerente. Como cereja do bolo da redenção de Félix, o famigerado beijo gay. Enfim...

Da mesma forma que "Amor à vida", em "Verdades secretas" o texto é meia boca e a direção é faz a diferença. Antes da estreia, já não tinha muita expectativa. Depois que a Carolina (Drica Moraes) falou que ia se encontrar com a verdade por detrás da porta logo numa das cenas iniciais da novela, caiu por terra qualquer possibilidade de acreditar que Walcyr Carrasco escreveria algo mais adulto. E pra completar, o erro de escalação de Reinaldo Gianechinni como amante da Marieta Severo. Não sei vocês, mas incesto comigo não rola (ela era tia dele em "Laços de família", como todo mundo sabe. Papéis marcantes na história da teledramaturgia nacional, não?)... E da mesma forma, sexo sem contexto também não funciona. Ainda mais nos jograis, que são especialidades do autor.

Mas enfim... Em "Candinho", novela das seis que substituirá "Além do tempo", eu aposto. Tenho pra mim que esse sim será um bom trabalho do autor. Já "Verdades secretas", tudo bem, dá pra assistir... Defendo inclusive que devia ter entrado no lugar de "Babilônia" até estrear "A regra do jogo". Mas a trama não traz nenhuma verdade secreta na condução de sua hitória.

E só pra não dizerem por aí que não gosto do Walcyr Carrasco... Curti as novelas "Xica da Silva", "Fascinação", "A padroeira", "Chocolate com pimenta" e "Caras & bocas"! O cara é bom, reconheço, mas...